Produtor de Jurassic World 2 fala um pouco sobre Bayona

Frank_Marshall (1)
Frank Marshall fala sobre seus próximos projetos… e Jurassic World 2

O colaborador de longa data de Steven Spielberg, Frank Marshall conquistou ao longo dos anos um currículo invejável. Indiana Jones, De volta para o Futuro, O Sexto Sentido, franquia Bourne, Jurassic World são alguns dos trabalhos do produtor, sendo eles filmes de Spielberg ou não.

Em entrevista ao Movie Fone, Marshall fala um pouco sobre seus próximos trabalhos, a expansão e os rumos da franquia Jason Bourne, Indiana Jones 5 e claro, Jurassic World 2.

Ficamos sabendo que David Koepp, roteirista de Jurassic Park, O Mundo Perdido e o quarto Indiana, é o responsável pelo roteiro de Indiana Jones 5, mas nada foi colocado no papel até o momento. Muitos ficam aliviados com o fato dele não estar mais envolvido na franquia Jurassic, devido a sua performance criticada em O Mundo Perdido, ao alterar demais a história do livro de Michael Crichton.

MOVIE|FONE: Provavelmente o mais adiantado em desenvolvimento é o próximo filme “Jurassic World”. Dê-me uma ideia de seu posicionamento sobre ele.

FRANK MARSHALL: Estou animado com ele. Estamos muito mais adiantados. Na verdade, começaremos a filmar em fevereiro em Londres. Mas eu estou animado com o diretor, Juan Antonio Bayona, e o que a opinião dele sobre a franquia e sobre o mundo de “Jurassic” poderá se tornar. Ele é um cineasta jovem e excitante, e muito parecido com o que Colin Trevorrow foi, ele é um cineasta extraordinário, mas também um fã. Então vai ser bom ver o que nos trará.

MOVIE|FONE: Você tem uma ideia de como ele está dando continuidade no que Colin concebeu, e como ele está fazendo algo no próximo filme que seja próprio?

FRANK MARSHALL: Bem, sim. Ele é muito meticuloso nos preparativos e na elaboração de storyboards e pré-viz, e ele é um verdadeiro cineasta. Se você já viu seus outros filmes, você sabe que ele tem um lado negro também. Então eu estou meio animado com o que ele vai trazer para a franquia.

É interessante como todos envolvidos na produção sempre mencionam o fato de Bayona trabalhar com filmes sombrios e que ele está trazendo esta visão para Jurassic World. Será que os fãs mais apegados à violência, aspecto sangrio e de terror dos livros de Crichton finalmente verão cenas com esse tom no cinema? Somente o tempo nos dirá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *