Bernat Vilaplana será o editor de Jurassic World 2

Bernat Vilaplana
O colaborador de longa data com Juan Antonio Bayona, Bernat Vilaplana está encarregado da edição do novo Jurassic.

A notícia é boa. Vilaplana trabalhou com Bayona em três produções: Lo echamos a suertes (curta, 2005), O Impossível (2012) e Sete Minutos Depois da Meia-Noite (2016). Com o grande diretor Guillermo Del Toro, trabalhou em O Labirinto do Fauno (2006) e Hellboy 2 (2008). Um baita currículo, com excelentes filmes.

É bom ver a empolgação de Bayona ao anunciar sua equipe.Ele fez a escolha certa ao trocar World War Z 2 por Jurassic World. Ficou claro que ele tem certa liberdade em questão de elenco e, como estamos vendo, ele está podendo escolher com quer trabalhar. Imaginamos que o maior toque que o diretor pode trazer é sua estética, cinematografia e, no máximo, um pouco do tom (já que ele entende bem de horror e drama). O restante deve mesmo ficar nas mãos de Colin Trevorrow, Derek Connolly e Steven Spielberg. No máximo uma ideiazinha ou outra de Bayona pode ser incorporada, mas a maioria do que será visto virá do andar de cima.

Por outro lado, o sucesso do próximo Jurassic depende da história. Não caiam nessa que a Universal não irá meter a mão nas coisas, por que com certeza irá. Não é a toa que elementos repetitivos, coisas como ilhas, já apareceram de volta no próximo filme.

Analisando o grupo já reunido pelo diretor, e sua forma de moldar os filmes, o Bayona é uma ótima escolha. Todo os problemas possíveis que podem surgir giram em torno da qualidade da história e possíveis “Jurassic Worldismos” que podem ocorrer novamente nesse filme. Não queremos um filme ruim, mas tememos as críticas apontando que o filme é “mais do mesmo” e que “não trouxe algo novo para a franquia”. Até Velozes e Furiosos, que é basicamente sobre carros, conseguiu se desprender e avançar. A franquia Jurassic, quando quis fazer o mesmo, quase foi para o lado errado. Tememos que seja mais um filme de “pessoas fugindo de dinos em uma ilha”, com temas de direitos dos animais jogados (de forma rasa) por cima. Esperamos ser surpreendidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *