5 coisas que precisamos em Jurassic World 2

1443385437-rex.png

Após muito ler e ouvir opiniões de fãs da franquia sobre Jurassic World e os filmes precedentes, listamos cinco coisas que a maioria dos fãs desejam ver no próximo filme.

1 – uma história melhor trabalhada

steven-spielberg roteiro montana

Steven Spielberg lê o roteiro em Montana, durante a gravação do primeiro filme.

A maior parte das reclamações acerca do roteiro de Jurassic World apontava para o mesmo alvo: o filme foi muito corrido. Com isso não houve tempo para a construção adequada de suspense e as próprias cenas de ação tinham que se desenrolar com muita rapidez porque o enredo desenvolvido pelos roteiristas tinha muita cena de ação para encaixar em apenas duas horas de exibição. Os fãs reclamam por uma história mais profunda, uma história “pé-no-chão”, em um filme menos corrido. Jurassic World trouxe um personagem do primeiro filme, que fez com que muitos de nós vibrássemos. Mas o envolvimento de Henry Wu com o personagem Hoskins ficou muito raso. também seria a excelente oportunidade para trazer das páginas dos livros a rival da InGen, a Biosyn e o retorno de seu líder, Lewis Dodgson. Que a trama do Dr. Henry Wu, por exemplo, seja melhor abordada do que foi em Jurassic World, e que e aparição da BioSyn (será que ela surgirá?) seja bem explorada. Isso tudo seria bem vindo, principalmente se o novo filme tivesse um tom menos aventuresco e mais focado em ficção científica, o que também agradaria aos fãs.

2 – ausência de drama familiar

Jurassic Park III 098

Charlie e o dinossauro rosa.


Vários comentários repetiram que o espectador não aguenta mais a participação de crianças na franquia, que já pode ser considerada forçada desde Jurassic Park ///. Os dramas de paternidade de Malcolm, o divórcio da Família Quibe, os problemas de relacionamento entre Zach e Gray… acho que já deu, né?

3 – mais detalhes

Jurassic Park 094

Os códigos nas etiquetas representam versões?

Os fãs desejam ver um filme que traga detalhes que preencham lacunas das histórias anteriores, e isso pode ser feito cirurgicamente em algumas cenas, tomando pouco tempo de tela. Mas já seria suficiente para o regozijo dos fãs mais atentos. O novo filme poderia, por exemplo, mencionar explicitamente que existem diferentes versões de cada espécie, fabricadas em laboratório. Ou mencionar porque alguns pterossauros foram vistos livres no fim de O mundo Perdido e, em Jurassic Park /// todos estavam presos no aviário. Ou explicar como o T. rex matou o marinheiro dentro da cabine, em O Mundo Perdido… tá bom, essa não tem explicação!

4 – menos importância aos híbridos

ebbTide.hiddenLab.Master.1920x1080.v29A.rv

Stegoceratops, amado por uns, odiado por outros

A Indominus rex provocou reações diversas no grupo de fãs. Muitos abandonaram a franquia a partir do anúncio de que um híbrido teria papel de destaque em Jurassic World. Outros abraçaram a ideia e a têm como um ícone. E há aqueles que preferem vê-la como um dinossauro qualquer e não se apegam à questão do hibridismo. O fato é que essa polêmica é causa de debates intermináveis nos grupos e fóruns de fãs, e talvez fosse interessante que os próximos filmes abordassem outros assuntos ao invés de continuar alimentando esta polêmica.

5 –  Que os dinos mantenham o mesmo visual

O mundo perdido 070

Os raptores de O Mundo Perdido estão entre os preferidos dos fãs.


Este item é quase unânime entre os fãs. Todos adoram o desenho dado a cada espécie e nos irritamos com alterações desnecessárias, que muitas vezes produzem animais menos interessantes do que as versões anteriores. Não estamos falando em atualizações segundo a paleontologia corrente, mas de alterações puramente de caráter estético, que, essas sim, são desnecessárias. Por exemplo, o Brachiosaurus de Jurassic Park /// costuma ser inferiorizado quando comparado com o de Jurassic Park. A tentativa de Joe Johnston de inserir velociraptores com protopenas foi muito criticada e aparentemente ninguém quer trazê-los de volta para a tela. Vamos ficar com os animais que aprendemos a admirar. Eles já estão consolidados no universo da franquia. Outras obras de cinema e TV podem trazer dinossauros “modernizados”, apesar que qualquer desenho acaba ficando ultrapassado, mais cedo ou mais tarde.

6 comentários sobre “5 coisas que precisamos em Jurassic World 2

  1. e o Mais importante o Allan de volta

    • Eu preferiria que ele aparecesse em uma cena curta, mas não que fosse o protagonista.
      Ou que ele participasse do grupo principal de personagens, mas como uma espécie de conselheiro, e não como o protagonista.

    • Não. Chega de personagens antigos só pelo fanservice. Eles têm que encaixar na história. O trio original não tem mais importancia ou o porque de voltarem, exceto fanservice inútil pelos fãs. Deixem outros personagens brilharem, até parece que vcs não sabem ver um filme de JP sem o Alan ou o Malcolm.

  2. Mais espécies exóticas ao invés de híbridos, por favor.

  3. A volta de Allan e Ellie. Inserir mais cenas dos livros (pf, são 2 livros, muita coisa pra aproveitar, dá pra começar tudo de novo com todas as cenas dos livros também)

  4. Penso que eles deveriam aprofundar as questões éticas de se trazer ao mundo animais que foram extintos há milhões de anos. Deveria ser, então, um filme mais sério e com mais toques de terror. Também acho que a ONU deveria intervir, quer dizer, há uma ameaça em potencial que pode acabar com a humanidade e os outro países não estão preocupados com isso? Não consigo imaginar o filme fora de uma ilha, porém. Tenho a impressão que, fora de um local restrito, não haverá motivos e nem ocasião para diferentes espécies serem vistas e o filme acabará se concentrando só nos carnívoros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *